Categoria Raquel Alves Tobias

Goteira

Por: Raquel Alves Tobias Goteira Pára e escutaA gota e o somMembrana que rompeA gota e o somRespinga, se espalhaA gota e o somAtinge e escorreA gota e o somRespira e acalmaA gota e o somO vento que tocaA gota e o somO frio na carneA gota e o somO toque na almaA gota e […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Hoje não quero rima.Tenho olhos pesados demais para enxergar.A soma de ontem com anteontem cria novas rugas no rosto. Cílios improvisados seguem colados no espelho do banheiro.Piscares lentos anseiam pelo colapso ininterrupto nas próximas oito horas.Tolice! O relógio sempre despertaas duas horas, dando voltas e voltas em décimos repetitivos.Quer ser visto, […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Oitenta batidas por minutona mão da meninaa baqueta e a lira O desfile: sete de setembro. A melodia crescee decresce Agudos. Metálicos. Contínuos. Estridentes. Um segundo, uma horauma vida O espasmo da pálpebraofusca a pupila E a força da mãoque tocaa baquetaprocura na letrao porquêda batida Raquel Alves Tobias Créditos da […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias A loucura certa no momento errado.No momento errado, a loucura certa.O momento certo na loucura errada.Na loucura errada, o momento certo.Regra de trêsRegra de doisRegra de váriosUm cálculo:a vida imprecisa.A ferida.Haveria outra alternativa? Raquel Alves Tobias Créditos da imagem: Pixabay

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Hoje te vi de novo, ali de canto, calada.Observando e tentando entender.Ouvindo risadas e piadas.O peito trêmulo, quebrando a cascaExpondo a parte a se esconderEntorpecidamente furiosaOscilou novamente por entre as partesDe casca e carne, e a quebra que faz doerE doeuE doeu…Mais uma vez, como em muitasE soltou,E soltou…Dessa vez como […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Passe, passe e impasse.Passo o passo em impasse.De passo em passo,PassadamentePassaMas apressa-seA posse do passe. Que pausaEm pose.Um close.O reflexoE o adeus. Passa o passo em passe.Que, então, passarásEm paz. Créditos da imagem: pixabay

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Só aprende a amarQuem foi verdadeiramente amadoTodo o resto é extensão invasivaDe eternos ciclos inacabadosQuando juntos dividemSeus corpos num copoNum gole, a dúvida.No outro, o amargo.E seguem assim:Metade vazioMetade a vácuo.Consumindo a almaNa saliva do prato.

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Você foi pra mim tudo o que nunca foramVocê fez por mim tudo o que nunca fizeramDa minha mente não se esvaiNenhuma sílaba, nenhuma vírgulaNenhuma molécula do perfumeDa sua respiraçãoEmpático vapor condensadoNum único abraçoPor favor, aperta-me mais um pouco.Será que em algum momentoEnvergonharei-me menos? Vejo todos os seus olhos passearemE em […]

Ler mais

Des-EAT-se

Por: Raquel Alves Tobias Des-EAT-se Apesar da sedeApesar da fomeApesar da angústiaDe quem se come Apesar do freioApesar do medoApesar do cheioParido do ontem Não se pode numerarIncontáveis toneladasQue definem o apesar Pois no dedo ficaráO desejo que na pontaGostaria de pesar Apesar delesApesar de tudoPrecisamos ser nósQue desatam Desate-se.Des-EAT-se.

Ler mais

O parto da náusea

Por: Raquel Alves Tobias O parto da náusea A náusea gosta de passear Vive por aí a disfarçar Olha pra uns com fome Pra outros, finge que come Mas o fato é que está cheia Em gravidez de lua cheia Tentando digerir a estase De comidas de outras fases De tanto engolir desgosto Entala no […]

Ler mais