Categoria Prosa

A menina do velho tênis amarelo

Por: Priscila Menino. A menina do velho tênis amarelo Naquela casa da esquina mora uma menina. Otimista como Poliana, ela cantarola desafinada, enquanto caminha com seu velho tênis amarelo. Aquele tom atípico do seu tênis, reluz quando os raios de sol batem, ilumina onde quer que passe. Seus olhos profundos e castanhos transmitem um olhar […]

Ler mais

Apego Cibernético

Por: Priscila Menino Esses dias eu tive um pequeno problema com meu celular, que atribuo ao mercúrio retrógrado, e acabei ficando o dia inteirinho sem um dos meus celulares. Quando tentei fazer o aparelho funcionar e não obtive êxito, foi quase como perder um órgão vital, me deixando com insuficiência de informações e contatos, agonizando […]

Ler mais

Carta à morte (Helena Lahis, autora convidada)

Por: Helena Lahis (autora convidada) Hoje trazemos o texto inédito da talentosa escritora Helena Lahis (@helenalahis), sócia-fundadora da Editora Lago de Histórias e da Casa Cultural Lago de Histórias (@lago_de_historias). É também autora de diversos livros premiados nacional e internacionalmente, dentre eles, Olga, Mais felizes do que sempre, Bia Sem Pressa, Os medos da Bel, […]

Ler mais

Agora eu juro que vou

Por: Priscila Menino Agora eu juro que vou. A amizade é algo realmente intrigante. Somos seres humanos, com histórias diferentes, famílias distintas, crescemos em meios diferentes, vivemos cada qual a sua caminhada e mesmo assim a gente vive amizades que parecem mais encontros de almas. Quando jovens, a gente quer ter mil amigos, estarmos rodeados […]

Ler mais

Apenas certezas

Por: Bianca Latini Apenas certezas Já parou para pensar que quando estamos em dúvida, temos, na verdade, uma certeza? Sim. Uma certeza de que algo não é. Porque quando algo é alguma coisa, ele simplesmente é e ponto. Já o que não é, é que não se sabe o que é. Quando estamos diante de […]

Ler mais

Início, meio e fim (Raquel Alves Tobias)

Por: Raquel Alves Tobias Início, meio e fim Um dia nasceu uma rosa, bela e iluminada. Viveu num planeta árido onde tudo era escasso. Lidou com pragas, chorou por cortes. Passou por secas e por enchentes. Por vezes ficou à sombra do que cresceu ao seu lado. E assim, sem luz, já não produzia a […]

Ler mais

Gota no Oceano Cósmico (Autor convidado: Maurício Luz)

Por: Maurício Luz (autor convidado) Ninguém é imprescindível. Sempre que alguém desaparece, seja por qualquer motivo, depois de algum tempo a vida volta à sua normalidade. Pode não voltar à rotina e ao ritmo anteriores, mas em breve uma nova rotina e um novo ritmo surgem no lugar da anterior. E a vida continua. Mas […]

Ler mais

Sonho Perdido

Por: Mona Vilardo – Veja o sol dessa manhã tão cinza: Foi o que pensei no dia seguinte daquele dia triste. – Então me abraça forte: Foi o que disse um pai ao abraçar outro pai, na tarde daquele dia sem respostas. – Mas deixe as luzes acesas agora: Foi a fala da mãe que […]

Ler mais

Interceptaram o Futebol (Conto)

Por: Diogo Verri Garcia Era tempo de Vasco e Fluminense, válido pela decisão do principal campeonato sulamericano de futebol. O primeiro jogo, no histórico estádio das Laranjeiras, ocorrera há alguns dias, com vitória segura do Fluminense, pelo placar de 2 a 1. A partida seguinte e derradeira, realizar-se-ia em São Januário, dali a algumas semanas, […]

Ler mais

Frango na Sauna

Por: Mona Vilardo Olá, leitores do Literarte! Ando bastante sumida daqui e aproveito esse espaço para explicar um pouco o que aconteceu. Expressar-se pela arte, ao meu ver, sempre é o melhor caminho, e confesso que passei algum tempo sem conseguir me expressar nos meus textos quinzenais. Pode ser inusitado isso, mas é real. Sem […]

Ler mais