Super-heróis das rotinas

Por: Priscila Menino

Super-heróis das rotinas

Quem é que nunca perdeu o controle, ao ponto de sentir a iminência de uma explosão interna?
Quando pequena, eu sentia uma pequena inveja e admiração do Incrível Huck, imagina só que maravilha ganhar força sobre-humana quando estivesse com raiva, ficar com uma tonalidade atípica de um brócolis maduro e deixar evidente para quem está próximo que aquele não é um momento propício para se manter por perto.
Nesses momentos de perda de controle, eu só queria mesmo ter um superpoder de correr o mais rápido possível, ao ponto de ultrapassar o Flash e me refugiar em uma ilha secreta da Marvel, onde ninguém pudesse me importunar e nem me encher de mais preocupações, eu deitaria ali, tomaria um agradável sol solitário, observando os pássaros, manteria a frequência da respiração e, evidentemente, eu usaria meus músculos bem definidos para abrir uma água de coco e me deliciar com a paz do barulho das ondas.
Acontece que a gente tem que voltar para a realidade, onde a raiva, a perda de controle, as preocupações, as dores e os dissabores não fogem e não há um alerta amarelo de estafa que informe que há um colapso psicológico próximo de acontecer (desculpe Huck, mas verde não integra minha melhor paleta de cores).
Então me deito em minha cama, afofo meus travesseiros, beijo o rosto de minha filha já entregue a um inocente sono, seguro as mãos do meu super esposo, pego aquele livro que irei finalizar a leitura hoje e vejo que sobrevivi a mais um dia, a mais uma semana e a uma vida inteira tipicamente humana, com meus rebolados diários e a força de uma mulher maravilha que habita em mim.
Ah, percebo então que não tenho olhares biônicos; não tenho músculos definidos como uma pedra; não corro mais do que 10 km/h; mas tenho minha escrita para levar esperança e eternizar meus pensamentos; tenho meu sorriso para ser gentil com quem eu encontrar no meu caminho e ser uma kriptonita contra energias negativas; tenho o carinho do meu parceiro de aventuras e tenho o abraço da minha filha para ser meu anel de poder.
Sou uma humana cheia de super-defeitos, mas, parando para pensar, talvez isso que me permite ser a mulher maravilha que ganha diariamente milhares de batalhas que o Huck com aquela força toda, jamais conseguiria. Uma salva de palmas para todas os super-heróis e super-heroínas da vida real!


Créditos da imagem: pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: