Categoria Poesia

Imensidão

Por: Bianca Latini O amor não é conjunção condicional Ele não é vírgula, parênteses ou ponto final Ele é oração inteira Com todas suas nuances, palavras Com toda grandiosidade de sentidos E múltiplas interpretações O amor é riso em picadeiro de circo É palhaço em dia de espetáculo É criança com pipoca na mão O […]

Ler mais

Medo de quê

Por: Bianca Latini Medo de morrer?? Eu tenho medo é de viver infeliz!! De perceber que não sou dona do meu próprio nariz Que dou voltas no mesmo círculo E nem expando meu raio Tenho medo de perceber que podia ter feito e não fiz Que passei no mundo como atriz Encenando um papel que […]

Ler mais

Por: Victor Cabral Eu faço coisas bonitas quando penso em você Junto palavras que eu acho que te façam rir (Seu sorriso é peça chave) De quantas maneiras diferentes eu posso te fazer sentir (Nossas línguas: engrenagem) Tudo o que penso e acho que deves saber Eu nunca vou te ter Pois te tendo, não […]

Ler mais

Por dentro: fora da casca

Por: Bianca Latini Por dentro: fora da casca Vambora Vamos trocar essa roupa suja Vamos limpar essa alma muda Vamos fazer festejo e faxina Dentro e fora das nossas ruas Não vamos mais nos esconder Na epiderme dessa casca que não nos traduz Essa pele que nos faz parecer algo que não nos faz feliz […]

Ler mais

Lisboa em Finas Tardes (Tempo à Janela)

Por: Diogo Verri Garcia Lisboa em Finas Tardes (Tempo à Janela) Passou, Mais um dia passou aqui da janela. Algum frio e vento, estupendo e seco. Fim de tarde vagarosa e bela. Por aqui, o tempo não cravou estandartes, Nem usurpou os dias feito fossem suas meretrizes. Lugar em que as passagens de horas são […]

Ler mais

Doutora

Por: Victor Cabral Doutora Você e seus pares Analisando o produto do seu trabalho Isolados num altar qu’eu quase não alcanço O que estariam eles olhando e julgando? Teorias e ideias, costuradas em retalho Você e seus pares Quem eles pensam que são? Fingindo que podem te impedir ou permitir algo Num teatro de roteiro […]

Ler mais

Palavra

Por: Bianca Latini Palavra é ponte É abismo É flecha Ferida aberta Hemorragia de sangue e de ideias Irrigação Fertilidade Barreira Saudade Palavra é sonoridade É veste que agasalha ou Uniforme que quer padronizar Palavra é mola propulsora E às vezes empurrão para o boeiro do medo, da impotência, da irritação Palavra é letra: de […]

Ler mais

Rio de Lágrimas

Por: Bianca Latini Chorar É um rio que se vai São lágrimas que transportam tristezas, rancores Amargores, dores, frustrações Raivas, pesares Desespero Destempero Para fora do nosso corpo Tentando limpar o nosso coração Tentando lavar a alma Do sangue jorrado pela faca implantada no peito Chorar Alívio Desabafo Consternação Águas que rolam pelo rosto Seu […]

Ler mais

Autor Convidado (Victor Cabral)

Por: Victor Cabral Acorda e olha pra vida e tudo que tu viveu Nenhuma palavra rebuscada que eu te escreva Nenhuma rima já usada, não importa o que aconteça Valerá um segundo desse tempo teu Nas palavras habitam belos mistérios Que nossos corpos ignoram pois, ocupados vivendo-os, Os beijinhos e abraços e carinhos sem ter […]

Ler mais

Coração

Por: Bianca Latini Coração É ele que guia meus passos silenciosos Meu caminhar de infinitude Meu trilhar de evolução Por vezes aperta, machuca, corrói Em outras, salta, exulta, alegra-se explodindo em gratidão É forte e majestosamente rico das respostas que preciso: o perigo que pressinto o caminho que desvio o rio em que decido me […]

Ler mais