Categoria Raquel Alves Tobias

Por: Raquel Alves Tobias Tomar um banho demoradoVer a superfície marmórea do box embaçadoDentre milhares de gotículas, lado a ladoEscorre a memória de uma história Escuta, escuta…A água que cai nas mãos faz-se poçaGuardada, por respingos evaporaEnquanto turva com fumaça o querer ver Aquece, aquece…O corpo que pede corpo sente a flamaDerrama chão a dentro […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Há dias que as horas passam entre os minutos. Sem recordarem-se o que os segundos fizeram para alcançá-las.Um pouco de silêncio para ouvir a respiração.E então mais um começo sem final.Gostaria que fosse infinito?Estaria forçando uma conexão irreal rodeada por prazeres fugazes? A alma que sente corre de si.Apaga-se.Faíscas chapiscam sem […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Quem é você, saudade?Chegada, dúvida ou partida?Mordida de fruta doceSaliva de sede ativaVeneno inflamávelAbraço apertadoBeco sem saída? Quem é você, vontade?Insônia da despedidaTemor da felicidadeTremor de penicilinaMão que acariciaEntre o pêlo que eriça? Quem é você, desejo?“Carente de siDoa a quem doar-se primeiroQue seja casa enquanto beijoe na paz do meu […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Sempre quererei ouvir-te por notas musicaisHá dias subindo e descendo por escalas menoresEscalada de temoresProvando os sabores de cada toque marcadoArdendo em chamas ou em cortes salgadosPingando com lembranças de afagoSangrando por entre pêlos eriçadosCom a saudosa lembrança do que não ocorreuAntes fosse tudo, quisera euAntes de tudo, fôssemos nósAnte o […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Olá outro a quem não quis feliz.Olá outro com quem competi.De tanto ver-me em ti, repeli.Refleti sombras entre opostosEntre carne e ossos expostosEsvaziando-me de mim,perdi-me, assim.Encontrei a falta.e faltei.Chegando ao ponto em que comecei:nua, vazia e cheia de choro.Apenas em busca de consoloda imagem que construí.Bebendo as perguntasengolindo as respostascomo água […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Você chega e estou de cantoMeu olhar perdido em prantoNão consegue esperar Eu só quero arroz branco!Quero paz, um acalantoJá cansei de procurar Tenho sono, tenho pressaNo mundo nada mais restaSó vazio a se espalhar Não mamãe, não se abaleÉ tudo imaturidadeSó você pode ajudar Vem, me pega, me elevaVocê é […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Guardada a última hora das vinte e quatro passadas. Aquela que emana a soma de todas as forças reservadas antes que o limite irreal sabote o potencial.Limitações imaginárias.Sempre a mesma conversa de pontuar o inacabado.Procrastinando seguiu andando.Todo amarrado.Seguiu suspeito, puxando cordaFoi ser sujeito da própria históriaPulou de ponta para um mergulhoQuis […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Muita gente parecidaMuito ódio de si mesmoQue muda de endereço É hora de parar e ouvir a respiraçãoSer o próprio ar e oxigenaçãoSem ruminar a comida do almoçoSoltar o nó que aperta o músculo no dorsoVarrer toda a terra caída pelo chão Depois de um dia cheioOlhar-se no espelho perdoando os […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Muita gente parecidaMuito ódio de si mesmoQue muda de endereçoCom rímel ou cavanhaqueEsperei uma vidaPara que as coisas mudassemMuda de casa, muda o cabelomuda de cidademuda o corpo inteiroe espera…O sol entra pela janelada mesma formaO vento dança com as palmeirase a criança choraenquanto os olhos ardemDedos próprios se entrelaçam,se abraçam,Tudo […]

Ler mais

Por: Raquel Alves Tobias Ela estava doente.Respirava rapidamente entre gemidos fracos.Seria apenas um retorno, não para hoje, para amanhã.Mas a mãe achou que não aguentaria até lá, então antecipou a reavaliação.Os familiares aguardavam pacientemente.Em meio a sorrisos, falavam de outros assuntos, felinos também.Dentro da caixa, Nina seguia ofegante, enquanto ronronava palavras pausadas.Sua mãe pegou-a no […]

Ler mais