Categoria Mauricio Luz

Por: Mauricio Luz Ah, Mistérios sem fim!Cercado de brumas por todos os lados,Eu me engano, me iludo!Afirmo saber mais do que realmente sei,A ilusão da flecha que se acha livreApós ser lançada do arco.Ah, Deus!Se Tu realmente existes,Não me dê prova de tua existência!Seria como o Oceano mostrar ao orvalhoSua imensidão e profundidade.Mostra-me apenas como […]

Ler mais

Por: Mauricio Luz Laranja, ó laranja,Quão saborosa és!És tão doce, mas tua doçuraEstá em ti ou está em mim?És laranja porque és laranja,Ou porque me disseram que és,E eu acreditei?És tu casca e sumo,Cor e perfume,Gomos e potências adormecidas?Ou és tu o prazer que me invadeQuando teus sentidos abraçam os meus?És um nome ou um […]

Ler mais

Bonsai

Por: Mauricio Luz Bonsai Como ousas? Como se atreve a brilhar tanto?Com que audácia és autêntico e se mostra para o mundo?Eu me submeti aquilo que me ordenaramAcreditei no que me disseram as pessoas que eu amavaE que me amavam muitoMas não a ponto de permitir me amarDo jeito que eu quiseraPassivo, segui as trilhas […]

Ler mais

Por: Mauricio Luz Por que me nomeias?Por que me classificas?Qual o motivo de quereresLimitar-me por substantivosQue não mostram minha substância?Por que me rotulas?Por que me analisas?Qual o motivo do anseioEm diminuir a grandeza incalculável do serAo tamanho de tua própria prisão?Por acaso queres que me reduzaA uma identidade que me foi impostaPor impostores que não […]

Ler mais

Por: Mauricio Luz Contempla! Pára e contempla!Contempla o que está à sua volta!Te comportas como uma ilha de ignorância,Mas estás cercado de beleza infinita,Incontáveis milagres por todos os lados.Contempla! Sente e contempla!Contempla a catedral que há em tiUm templo onde o tempo inexisteA singularidade que une luz e sombraEm um beijo de Amor interminável.Contempla! Respira […]

Ler mais

Por: Mauricio Luz Palavras, palavras…São mais do que aparentam significar.São cristais, forjadas no fogo da Terra,Gerando encantamento ou volúpia, conforme os olhos que as admiram.São veneno e fel, quando urdidas no calor do ódio e da raiva,E escritas na tinta do medo, tornam-se mortais para quem as escuta ou lê.São bálsamos quando florescem na beleza […]

Ler mais

Por: Mauricio Luz Apressada, ansiosaCaminha pelo labirinto de concretoQuando repentinamente… desperta.Sem aviso prévio ou advertênciaSente o ar invadir os pulmõesE o prazer da respiração invade seu ser.Seus passos, ela sente seus passos!Sente cada músculo e tendão que se encolhe e esticaEm uma harmonia misteriosa e bela.Uma planta abusada ousa quebrar a mesmice do cinza.Busca o […]

Ler mais

O Sorriso e o Verbo de Ligação

Por: Mauricio Luz O Sorriso e o Verbo de Ligação Entrou no vagão do metrô, e uma vez lá dentro, descobriu-se sozinho no meio de centenas de pessoas.Olhou para os rostos que demonstravam pouca ou nenhuma emoção, máscaras sintéticas encobrindo máscaras de pele. Todos perdidos em contas de gás, contas de telefone, contas de água, […]

Ler mais

O Voo do Falcão

Por: Mauricio Luz O Voo do Falcão Voe, Falcão, voe.Voe sereno e tranquilo nos ares que te pertencemAbra as asas, conquista o espaço que é seu.Mostre-me quão alto eu posso chegarSe abro minhas próprias asasE sigo a trilha que deixas no vento.Una sua visão à minhaPermita-me que eu enxergue além do horizonteE veja onde posso […]

Ler mais

A Mensagem da Pequena Planta

Por: Mauricio Luz A Mensagem da Pequena Planta Olho a fila de carros formadosQuantos homens e mulheres formadosAli estão conformadosConvivendo com sonhos deformadosCorações e mentes reformadosPara caberem em um padrão formulado? Vejo o andar de seres dotadosVivendo vidas datadasRespirando sonhos adotadosExistências entregues em dotesPor proventos dotalizados A pequena planta rompe o concreto. Respira.Busca o Sol, […]

Ler mais