Categoria Mauricio Luz

Templo

Por: Mauricio Luz Templo Suas folhas formam um tapeteNo qual meus pés caminham com reverênciaSento-me à sua sombraOlho para as flores que enfeitam sua copaUm convite, um chamamentoÀs abelhas e marimbondos que passeiam no jardim aéreoUm pássaro chega. Ele escolheu seus galhosPara abrigar o berço de um novo milagre que viráSinto seu tronco, a firmeza […]

Ler mais

Yin e Yang

Por: Mauricio Luz Yin e Yang Sombra, sombra amadaQuero ser teu amigo, tua irmandadeSomos apenas um, Sombra QueridaFazemos parte de algo único, profundoTão lindo e beloQue achei que me tornaria UnoQuebrando-me em partes!Eu sou teu, ó Sombra,Assim como tu és minha,Toma minha mão,Aceita meu abraço,Coma de minha comida!Reconheço que sem ti,A Luz se afasta mais […]

Ler mais

Rendição

Por: Mauricio Luz Rendição Ah, coração em chamas!Quem sou eu para impedir o teu fogo?Como aplacar teu ímpeto, tua fúriaDe fazer o que for precisoPara que eu me torne Eu?Ah, coração indomável…És a semente, a força imparável da vidaE eu sou a casca que teimosa e inutilmenteQuer impedi-lo de brotar, e brotandoAlcançar o lugar ao […]

Ler mais

A Gaiola

Por: Mauricio Luz A Gaiola Um raio de sol cortaA escuridão que envolve a gaiolaO pássaro sente a chegada da manhãAs grades que o tornam prisioneiroCulpado do crime da beleza de seu canto e sua plumagemSão duras lembranças da liberdade perdida nas arapucas da vidaMas eis! Espantado vislumbraEntre a fria simetria das paredes de sua […]

Ler mais

A Sede do Beduíno

Por: Mauricio Luz A Sede do Beduíno De tanto temer o AmorQue no deserto eu caminhoMeu peito está ressecadoE meu coração, mesquinho De tanto guardar o AmorQue ele se perdeuMinhas sementes não germinamMinha planta feneceu De tanto fugir do AmorQue eu me perdi de mimDas areias que andoBusco saída sem fim Oh, Amor, onde estás?Onde […]

Ler mais

Pais de Águias

Por: Mauricio Luz Pais de Águias O que faziam os paisDos guerreiros destemidosDos desbravadores que ao mundo saíamMoldando seu destino?O que faziam os paisAo verem hoje homens feitosO que ontem eram meninosMas como estes correm os caminhosSem sequer olhar para trás?Ó águia que voa alto no céuDá-me seu exemplo de amor E carinho com os […]

Ler mais

Cacos de Reflexões Poéticas

Por: Mauricio Luz Cacos de Reflexões Poéticas Erotismo Quando me provocasCom suas mordidasA cada uma delasDevolverei com lambidas Amor Um paradoxoQue não tem jeitoEle é infinitoE cabe dentro do peito Saudade Um vácuo, um vazioPreenchido por matériaTransforma um coraçãoEm mera junção de artéria Alegria A sua presença, a sua piadaAs suas palavras, o seu risoO […]

Ler mais

A Verdadeira Prisão

Por: Mauricio Luz A Verdadeira Prisão Falei a um MestreEm um dia ensolarado“Posso ir a qualquer lugarNo momento desejado.Percorro quilômetros sem fim,E me sinto tão aprisionado!”O Mestre me olhou carinhoso,E me respondeu amoroso:“Consciente adormecidoCada segundo despercebidoÉ um segundo perdido!E Definir está para o imaginarComo a gaiola, para o voar.Busca a LiberdadeOnde não a encontrará!É em […]

Ler mais

Dúvida Poética

Por: Mauricio Luz Dúvida Poética “O que faz um poeta?”Perguntei a um Mestre certa vezEle olhou para mim e nada disse.Depois se virou para a paisagem à sua volta.Eu mirei também.Fim de tarde de outono.O Sol pintava o céu de laranjaEnquanto a noite chegava com seu manto escuro.Uma brisa fresca nos acariciava.Alguns pássaros voavam baixo […]

Ler mais

A Semente que Não Quer ser Árvore

Por: Mauricio Luz A Semente que Não Quer ser Árvore Amor, Amor,Que grande mistério Você é!Todos queremos alcançá-Lo, Amor.E por isto O rotulamos, classificamos,Medimos e pesamos,Avaliamos, certificamosE chamamos de oceanoA água do mar que colocamos em um copo.Amor, Amor!Quando aprenderemosQue Você não tem condições, não tem fronteiras?Que Você é a dança e a música?Quando perderemos […]

Ler mais