Categoria Mauricio Luz

Por: Mauricio Luz Eis que rompendo o concreto De uma cinza e arrasadora calçada carioca Uma pequena e frágil flor Joga gotas de cores No descolorido mar do cotidiano É como a poesia que em mim mesmo nasce Quebrando as cascas da rotina e do desalento Lembrando ao poeta concretado Que embaixo do cimento das […]

Ler mais

Chamado

Por: Mauricio Luz Chamado Ó, inconsciente! Que caminhas em teus caminhos Esmagando a vida sob teus passos, Cego à beleza à tua volta Perdido no Norte que achas ter. Pensas que encontrarás o que procuras Deixando as cicatrizes que gera em teu entorno? Aprende a caminhar, ó inconsciente! Caminhe com tal suavidade, Que a Vida […]

Ler mais

O tempo do Tempo

Por: Mauricio Luz O tempo do Tempo Tão cheio é meu dia Tão vazio ele parece Tão cheio de boletos, obrigações, tarefas Tão vazio de sol, flores e poesia O Tempo me encara Pergunta a mim quando darei tempo Ao tempo que realmente quero levar “Em breve!”, respondo, “Em breve!” E o Tempo apenas sorri […]

Ler mais

Ignorância

Por: Mauricio Luz Ignorância A um sábio perguntei Como o coração dominaria. Por violência ou magia O que fazer eu teria? Sem olhar para mim Ele me respondeu: “Como tantos no mundo Você ainda não entendeu” “Se não pode o navegante Mudar o rumo dos ventos Como pode você querer Dominar seus sentimentos?” “Faça como […]

Ler mais

Noite na Montanha

Por: Mauricio Luz Noite na Montanha Ela chega e me cobre com o seu manto negro E se despe mostrando seu corpo coberto de estrelas Ó Noite, bela e sedutora, Que mistérios escondes caprichosamente de mim? Deixa-me ser seu amante, Seu namorado, seu brinquedo! Acalenta meu coração com teu beijo orvalhado E nubla a minha […]

Ler mais