Categoria Bianca Latini

A vida simplesmente é…

Por: Bia Latini A vida simplesmente é… A vida é simplesmente assimEla éEla simplesmente éEla flui, às vezes para, entope, desenrola, recomeça, pausa, se mostra, revelaEla engargala e parece que não tem brisaDepois vem tufãoTudo brota, morre, se recontaDesmontaErgueFrui, flui, embuiA vida singelamente éCom a magnitude da simplicidade dos capítulos, dos ciclos, dos momentosBasta a […]

Ler mais

Ei, narrador!

Por: Bia Latini Ei, narrador! Ei, narrador!Que personagem você vestiu?Quem foi que você pariu?Cê tá contando o enredo da pele pra foraMas cê sabe a verdadeira história da pele pra dentro?Já ouviu o que contam suas vísceras, seu estômago, seu processo digestivo e até mesmo seu embrião? Aquela semente que nem vestia pagão?Fazer caminho pra […]

Ler mais

Ei, corredor!

Por: Bia Latini Ei, corredor! Você fura, mas não penetraVê, mas não enxergaSobrevoa, mas não pousaDá rasanteMero passanteNão se faz hospedeiroNão deixa ficarNão martela, até encaixarVocê não dá tempo ao tempoNão deixa reverberarQuer logo cuspir, expelir, liberarPra passar rápidoPra ir pra página seguinte , o capítulo posteriorSempre a próxima viagem… Eiii, corredor! Fica aqui um […]

Ler mais

Porto em peito aberto

Por: Bia Latini Porto em peito aberto Voe e pouse em alguém aptoa se encher e a se esvaziara receber e a transbordarSem medo de amar, de receber amor, de sentir dor, de se inebriar com a flor, de perceber o quanto percebemos, o quanto sentimos, o quanto parimos …sensações, momentos, sentimentosAlguém livre pra ser […]

Ler mais

Na imensidão deste salão

Por: Bia Latini Na imensidão deste salão(mais uma experiência, vivência, entrega às waves do @5ritmos_riodejaneiro) Eu estou hipérbole tentando caber em onomatopeiaPororoca só conseguindo manifestar riachoÉ tanto borbulho dentroE um canal estreito rumo a fora, que nada dá vazãoAo menos, quando me disponho a calar a mente, silenciar as palavras e deixar o borbulho sintonizar […]

Ler mais

Por que não acontecer em varais?

Por: Bia Latini Por que não acontecer em varais? MorteVidaFeridaO abismo entre as extremidades do corteA fornicadora expectativaO temor da partidaSeja partida de início ou de fimHá tanta atenção para os polosOs entremeios ficam pro final da filaSe é que entram nelaSão onde se altera, acontece, mexe, cria, conduz….E enfim reluzEntendimento, discernimento, acontecimento, integração do […]

Ler mais

Pura potencialidade

Por: Bia Latini Expansão Deixa o amor entrarDeixa permearCada camadaNão reduz, expandeNão caracteriza, desnomeiaNão corrompe, uneNão aprisiona, libertaAfrouxa, desapertaFaça a coisa certaVista-se de horizonteEntenda-se infinitudeMergulha no mar de inimagináveis possibilidadesImerja em plenitudeSeja céu abertoEscancara a janela da almaNão sentencia, despertaDesapega das setasSeja o próprio caminhoÀs vezes acompanhado, por vezes sozinhoExista naquilo que não tem cercaExala […]

Ler mais

Expansão

Por: Bia Latini Expansão Deixa o amor entrarDeixa permearCada camadaNão reduz, expandeNão caracteriza, desnomeiaNão corrompe, uneNão aprisiona, libertaAfrouxa, desapertaFaça a coisa certaVista-se de horizonteEntenda-se infinitudeMergulha no mar de inimagináveis possibilidadesImerja em plenitudeSeja céu abertoEscancara a janela da almaNão sentencia, despertaDesapega das setasSeja o próprio caminhoÀs vezes acompanhado, por vezes sozinhoExista naquilo que não tem cercaExala […]

Ler mais

AM OR

Por: Bia Latini AM OR Em nossa sociedade a frase “Eu te amo” traz uma beleza, mas um certo pesoNormalmente dita entre os amantes, já começa pelo momento “certo” de dizê-la e daí relega-se ao sentir o mental, o crivo, o julgamento.Ainda apresenta-se seletiva, pois só “deveria” ser sentida ou dita POR ou PARA “aquela […]

Ler mais

Explode em Réveillon

Por: Bia Latini Explode em Réveillon Quando vierem pensamentos ruinsComo um céu de granadasTroca por um céu pretinho, beeem estrelado!Pensa no dia do RéveillonAquele monte de fogos de artifícios, explodindo cores, chuvas metalizadasE pensa que cada explosão daquelas é: paz, amor, saúde, viço, riso, oportunidades, possibilidades, falta de juízo, banho de chuva, cama quentinha, abraço […]

Ler mais