Categoria Bianca Latini

Jejum

Por: Bianca Latini Jejum Queria propor um jejum coletivoMas não é de comidaEste é fácil demaisProponho um desafio mais robusto: Façamos jejum de ofensas, alfinetadas, puxadas de tapeteDe reclamações, lamúrias, injúrias e insatisfaçõesFaçamos jejum de autossabotagem, de ver o que é só miragem, de julgamento, deaprisionamentoDe pudor, de engavetamento do amor, de intolerância, implicância, de […]

Ler mais

Leva você!

Por: Bianca Latini Leva você! Para uma ocasião especial, esquece das roupas, dos sapatos, da maquiagem e do perfumeLeva você! Isso é o que mais importaLeva você de verdade!Não sua máscara, seu escudo, sua lança e capaceteVai com medo mesmo, com receio, com o peito aberto para tocar e ser tocadaFala sobre sinceridades, o que […]

Ler mais

Trajetória

Por: Bianca Latini Trajetória Olha pra trásNão desfaz do que passouRefaz todo caminhoReconta como chegou aqui hojeParece que foi fácilSoa como se não tivesse sido nadaPassa despercebidoMas se olhar atento, cena a cenaEntende toda trajetóriaEncontra grandiosidade no que pareceu rápido e pensou imperceptívelPede tempo à sua pressaAcolhe a presença, a percepção, a pura exaustão de […]

Ler mais

No meio do zumbido, fecha o ouvido!

Por: Bianca Latini No meio do zumbido, fecha o ouvido! Quando minha mente começa a girar muito veloz, feito piãoE querer um monte de coisas, feito metralhadoraSei que é hora de fazer pausa e não querer nadaApenas silenciar, feito pedra que apara o marSei que é hora de aquietar e retirar-me, com firmeza e delicadeza, […]

Ler mais

Respira

Por: Bianca Latini Respira Quando a barra apertar,RespiraQuando a brisa soprar,RespiraQuando o vento parar de bater,RespiraQuando o rio correr,RespiraQuando a fonte secar,RespiraQuando o coração comprimir,RespiraQuando o peito expandir,RespiraQuando o medo assolar,RespiraQuando a dúvida desaquietar,RespiraQuando a natureza inspirarRespiraQuando a alegria fizer moradia,RespiraQuando acordar,RespiraQuando dormir,RespiraE antes de partirRespira o último respiro aqui Bianca Latini Créditos da imagem: […]

Ler mais

A morte

Por: Bianca Latini A morte Tão temida…Tão proibida…Seu nome desperta calafriosSua ocorrência, desespero, sentimento de despenhadeiroO que se perdeu, o que não volta maisO desconhecido…O arrependimento daquele que ficou, pelo que não se fez, não se disse, não se doou, nãoacolheuParece uma ida para um lugar de não encontroComo se quem partiu virasse alma penada, […]

Ler mais

Insaciáveis

Por: Bianca Latini Insaciáveis A gente está sempre achando que precisa um pouco maisMais um curso, mais um saber, mais muitos passos pra se conhecerMais uma formação, mais um diploma, mais um idiomaMais um certificado, mais uma transferência de conhecimentoUma palestra, um workshop, uma especializaçãoMais, mais, mais…Viramos obesos mentais!Retemos e não absorvemosDamos input, mas não […]

Ler mais

Aguar-se: Banho

Por: Bianca Latini Aguar-se: Banho Poderia ser apenas um banhoSimplesmente águaMas é lavagem de fora que lava dentroLeva embora a irritação, o cansaço, o dia pesadoDeixa a poeira dissipar pelos cabelos do jato do chuveiroCabelo transparenteÉ água correnteMe deixo, me largoÉ água quentePode ser inverno ou verãoNão tomo ducha fria, de cara, não!Pode até ser… […]

Ler mais

Frestas

Por: Bianca Latini Frestas Cria espaçoDeixa a luz entrarDesengavetaDesentopeDesobstruiFaz túnelLocal de passagemDeixa dissolver a miragemPermite escoarLiberaQue volte o que tiver de voltar Apenas… Não se apegue ao conceitoÀ muralhaÀ argamassaÀ carcaçaAo invólucro pré-concebidoDeixa vir a libidoPor tudo que é do jeito que éComo chegaComo parteComo renasceComo recria, reconta, desmistifica Apenas… Deixa a luz entrarPermite ventilarRefrescaDesaquece, […]

Ler mais

Rasgando-me em verdades

Por: Bianca Latini Rasgando-me em verdades Sei que posso ir mais fundoBem mais imersa que o rasoBem mais comprometida que o acasoBem mais latenteMenos adjacenteNão encaixar-me em sobressalenteFincada com dois pés, duas mãos e o corpo inteiroDe alma flamejanteDe peito escancaradoTalentos expostos, desafiantes, sem medo de serem julgadosSem pudor de os verem sobrepujadosMétricas, esmeros….que se […]

Ler mais