Categoria Bianca Latini

Que tudo é esse?

Por: Bia Latini Que tudo é esse? Eu vivo dizendo que ainda não aproveitei tudo….Mas que tudo é esse?Tem gente que aproveita nada de tudo e outras, tudo de nadaAcho que eu mirava muito na superfície, na porção, na geografia e pouco na consistência, na energia empregada, na forma como se consome, como se nutre,Como […]

Ler mais

Inominado

Por: Bia Latini Inominado No diferente me abasteçoEle não é igualNão me reconheçoE, por isso mesmo, me expandoEnlargueçoUltrapasso o tropeçoExtrapolo fronteiras, além do avessoDescubro meu novo espaço no mundo:Uma forma mais plural, intangível, inominada e larga de existirRompendo a redoma da compressão,deixo de sobreviver e vivo…a completa magnitude da incompreensão da imensidão. Por Bia Latini […]

Ler mais

Presa fácil

Por: Bia Latini Presa fácil À flor da pele é seu estado atualAcho que gosta de sentir com intensidade:Saudade, dor, ardor, amor, paixãoO raso parece que não lhe sustentaE, de tão intensa, não aguentaA pressãoTamanha imensidão do sentir!Instalou um amplificador em seu sistemaFazendo eco em êxtase, frenesi, corrosão, depressãoTudo é muito!Como se testasse,fizesse experimentos de […]

Ler mais

Zelo constante

Por: Bia Latini Zelo constante E a cada desalinhoFalta de cuidadoDescuido de carinhoO pássaro vai ficandoSem ninhoA balsa começa a perder o prumoO amor inicia a prosa sem rumoÉ a planta em processo de desidrataçãoÉ preciso o olhar com densidadeSutileza, sensibilidadePara perceber o detalheA mão colocada no ombroAquele sorriso no olhar que afaga, acolhe, entende […]

Ler mais

Percebendo caminhos

Por: Bia Latini Percebendo caminhos A luz sempre acha seu caminhoRosa, espinhoPergaminho sem escritaUma letra a cada passoUm infinito sem trajeto retoSão curvas, montanhas, valesA cada novo olhar, um cenário é materializadoA cada percepção,A cada entendimento,A cada clareza, desvendagem: a sua passagemUm tijolo de paralelepípedo para cada etapaE assim, o trajeto vai se construindo alí, […]

Ler mais

Viva o circo! – Parte 2 – Algo sobre nós…

Por: Bia Latini Viva o circo!- Parte 2 – Algo sobre nós… Como deixamos sair esta voz que há dentro de nós?Esta Voz que sai rouca, fininha, tímida, mansinhaE às vezes nem sai?Essa voz potente que veio brotando na genteCrescendo que nem sementeMuitas vezes nem se sente…E quando se percebeEstamos com uma energia acumulada, uma […]

Ler mais

Aos viventes

Por: Bia Latini Aos viventes A vida éPerder para ganhar,Abrir mão para conquistarViver, fluir, celebrarO que viemos aprender aqui?Que rota tomar?O quanto se perde, para se achar?Do que se está fugindo?O quanto se mergulha e põe a cabeça na água?Quem vive mais?Os mais sãos ou os mais loucos?O que é a loucura?Qual a melhor parte […]

Ler mais

Cartas: por isso escrevo.

Por: Bia Latini Cartas: por isso escrevo. Cartas são pontesIçamElevamAterrissamSão guias, caminhosAté o lado de láCartas unem dois pontosSão contosReverberaçãoAproximaçãoSão vozes de longe que sussuram no ouvidoMaterializam pessoas, sentimentos, perfumes, semblantes, gruinhidosCartas são abraço, lágrima bem salgadaChoro, risoPalavras de arrepiarSegredosMotivosCartas suavisam a defasagem da ausênciaCriam presença, concomitância, sincronia, vivênciaCartas são teleféricos de papelSão aquelas malas […]

Ler mais

Nebulosa incessante

Por: Bia Latini Nebulosa incessante Eu tô caindo simMas não quero me escorarEu tô caindoDeixa eu despencarEu tô chorandoDeixa eu me debulharQuero cair gritando, grunhindo, expurgando, ruindoEu quero esfacelarDeixa eu entender cada grãozinhoCada movimento e ausência de açãoQuero construir o meu perdãoMeu auto perdãoNão quero corda, linha, nem varinha de condãoDeixa eu saber voltar da […]

Ler mais

Deixa eu!

Por: Bia Latini Deixa eu! Saber que a minha fantasia é fantasiaNão foi legalEu quero poder viver carnavalPensar que a chuva é vendavalSe eu souber que é apenas chuvaQue graça tem?!É como me contarem que Papai Noel não existe e continuarem deixando os presentes na árvoreOu colocar os ovos, mesmo depois de ter revelado a […]

Ler mais