Categoria Bianca Latini

Botoxando histórias…

Por: Bianca Latini Sabe…essa onda de mulheres botoxadas tem me incomodado um pouco…As vejo, constantemente, nas telas e nas ruas, com peles impecáveisFeito papel acetinadoLimpo… novo em folha!Parecem bonecas de cera do Madame TussaudsSem qualquer movimento de gente realA face não acompanha suas falas de surpresa, medo, preocupação, felicidade…A parede facial permanece intacta!Sem nenhum sinal […]

Ler mais

Estrato Germinativo e Fossa das Marianas – Rumo às camadas mais profundas

Por: Bianca Latini Estrato Germinativo e Fossa das Marianas – Rumo às camadas mais profundas Pensei que estava curadaLedo engano, doce ilusãoQue pretensãoPura acomodação: para não cavar mais camadasE não mergulhar mais profundoNão adentrar nas zonas abissais do meu mundoTalvez esteja alimentando meu ego e ainda não nutrindo meu Eu mais profundoQuantas descascadas mais, para […]

Ler mais

Para de olhar pro lado!

Por: Bianca Latini Para de olhar pro lado! De onde vem esse medo de cairDe me emburacar?Expor a feridaDe me machucar?Esse medo de ficar contente e depois me frustrarQue me faz ficar infeliz por antecipaçãoSofrendo por um possível revés, um baita senãoDe onde vem esse medo de errar, fracassar e não ser boa o bastante?Por […]

Ler mais

Da Bandagem à Liberdade

Por: Bianca Latini Da Bandagem à Liberdade (Meu sentir após assistir ao filme “From Stress to Happiness”) Nos momentos de dor, angústia, aflição, temor…Que você possa ser águaAdentrando as formações rochosasE, uma vez desobstruídas, apenas fluaSe não for possível, contorne-asNão existe o jeito certoNão é da maneira como queremosApenas feche os olhos, confie e permita-se […]

Ler mais

Um belo dia resolvi mudar…

Por: Bianca Latini Um belo dia resolvi mudar… Eu sou muito inteira para me contentar com terços, quintos, décimos… Eu sou muito inteira para me engasgar com migalhas Eu sou muito inteira para viver pela metade E sorrir de canto de boca Eu sou muito inteira para não viver toda minha potência E não escrever […]

Ler mais

Duna: construção do tempo

Por: Bianca Latini Duna: construção do tempo Agradeço por mais um ano que se foiE deixou registrado suas marcas em mimNão hei de classificar se foi bom ou ruimApenas foiSimples assim!Pinceladas do tempo, aprendizagens, desafios, alegrias, ensinamentosConstatações, amadurecimentos, bobagens que voaram com o ventoInúmeras ondas do mar que foram e vieramTrouxeram até a areia a […]

Ler mais

Carta- Reflexões de um ano que dá aceno em despedida e passa o bastão da esperança ao outro que quer dar partida

Por: Bianca Latini Carta- Reflexões de um ano que dá aceno em despedida e passo o bastão da esperança para outro que quer dar partida Está terminando 2020.. Este ano teve confinamentoE máscara no rosto virou obrigatórioOs olhos ganharam destaqueEstar dentro e não fora tornou-se a bola da vezAssim, também, fez-se imperioso, lidar, ininterruptamente, com […]

Ler mais

Desnaturalização: a infância sem ar

Por: Bianca Latini Desnaturalização: a infância sem ar Nesse mundo verticalizadoEspaços sintéticos, sintetizadosCrianças espremidas, encaixotadasCriatividades esmagadasNa frente das telas são hipnotizadasPela tecnologia, absortas, vampirizadasO medo imperaA preocupação é gigantescaEis o pavor do foraÉ preciso estar dentro!SeguroCerceadoGradeadoM-i-n-i-m-i-z-a-d-oA natureza é uma beleza à parte, longínquaAlgo que se vê apenas pela fresta da janelaDos altos prédios monitoradosRezo, ao […]

Ler mais

Os melhores “piores”

Por: Bianca Latini Os melhores “piores” Eu agradeço por tudo que entra e sai do meu caminhoAgradeço pelo que permaneceAgradeço pelo que se esvai e pelo que não pereceAgradeço o coxo, o riso, o são, o adoecido, agradeço ao que ” deu errado” e ao que se sustenta sadioAgradeço a farpa no dedo, o cisco […]

Ler mais

Desafio

Por: Bianca Latini Desafio O que você quer me dizerCom sua aparência de dificuldade?O que há por trás da cortinado que eu penso ser azar, infortúnio, injustiça, maldade?Qual é o seu convite para mim, neste instante?Que óculos devo vestir para, enfim, enxergar o que pretende me escancarar?Por trás da lamúria, esbravejamento, zanguices, lamentaçãoHei que descobrir […]

Ler mais