Silêncio

Por: Bianca Latini

Silêncio

Essa mordaça da paz
Que faz calar a palavra contumaz
Aquela que sozinha nunca satisfaz
E é antecedida por julgamento, pensamento,
Insensatez
Aquela que, nos seus atropelos,
Estilhaça, destrói, corrói, divide, separa, gera hiato, abismo, penhasco
O silêncio vem embalar, ninar, cantigar
No deserto da calmaria
No horizonte do preenchimento
Sentimento de pertencer…
ao quieto, ao nada, ao vazio
Solitude, magnitude, completude
Você e você mesmo
Sem som
Porque este não é preciso
O silêncio fala com sabedoria
Sem dialeto
Sem secreto
Apenas nos faz sentir
Que a ausência de fonema
É a presença de tudo.


Créditos da imagem: Pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: