Pontos de vista

Por: Priscila Menino

Pontos de vista

E eu passava todos os dias pelo mesmo local, quase nos mesmos horários, como um ritual em um looping diário.
Certo dia, após um retiro quase sabático de uma pandemia que a obrigou a permanecer em casa, retomou o caminho.
Surpresa! Notou as árvores que dançavam no ritmo imposto pelo vento, deixando rastros de flores no chão, tal como um registro colorido de flores de ipê saudando o dia.
Notou ainda a coreografia dos pássaros que faziam uma sinfonia de sons, até então tão imperceptíveis.
Ah, e o céu? Um show a parte se fez em meio a nuvens bailadas pela valsa da imensidão azul celeste.
Foi então que percebeu o quanto o modo automático do dia a dia a fazia esquecer dos pormenores, daqueles pequenos detalhes que pareciam apenas um cenário do caos constante da correria urbana.
Agora ela sentia que tudo sempre estava ali, bastava saber notar, enxergar, sentir e absorver aqueles pequenos-grandes detalhes de uma rotina constante e impressionantemente bela.
Passou então a ver, em meio ao caos, a beleza e felicidade daqueles momentos tão significativos.


Créditos da imagem: pixabay

1 Comments on “Pontos de vista”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: