O Jornal das Coisas Amenas

Por: Diogo Verri Garcia

newspaper-595478

Prezado Leitor, tendo em conta o fim de ano, faltei com a publicação habitual de quarta-feira, a qual realizo hoje, um dia depois.

(O jornal das coisas amenas)

Um jornal oficial que publicava
Não mais as leis,
Tão só notícias: e era devotado às amenas.
Se houvesse proposto uma estrofe e a ele quisesse apor,
Publicado seria,
Tal como a letra de um compositor
Poderia.
Só há restrição para coisas pequenas.

Que assim compreendem, nem pelo quantum
nem pela forma do verso,
Não por termos qualificativos ou quão são expressos.
Sequer se valha do número de caracteres.
Por exemplo, são pequenas as frases que falam maldades;
São rica e aprazes, quando bem tratam as mulheres.

Se não me basta ser tão explicativo,
Seja aprazível e compassivo
e publicado serás sem reparos ou custos.
Fale teus causos bem a olhos vistos,
Sem termos complexos,
como cnidoblastos ou nematocistos,
ao descrever tal como te enroscas,
feito em tentáculos, em teus amores injustos.

E quanto a teus olhares congestos,
Se temem que tuas palavras os deixem expostos,
Já de tão exaustos e indispostos
De repaginarem bens aquestos.
Leia em nosso FAQ os termos propostos,
Escreva sem nome
E haverá privacidade em nossos esforços,
Para que nenhum de teus amores identifiquem autores
em teus manifestos.

(Diogo Verri Garcia, Rio, 22 de dezembro de 2019)


Créditos da imagem: Imagem de Markus Spiske por Pixabay

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: