Notas sobre uma chave Philips

Por: Priscila Menino

model-car-2091435

Vou começar esse texto de uma forma diferente, com uma indagação: Você sabe o que é uma chave Philips?
Esses dias fui a uma loja comprar uns adesivos colantes para grudar um quadro na parede e vi dois rapazes em uma conversa aleatória, a qual passaria totalmente despercebida se um comentário não tivesse me chamado a atenção: “lá em casa mulher não se mete em reforma, ela não sabe nem o que é uma chave Philips, não pode opinar”. Meu asco sobre aquela frase foi imediato, mas me ajudou a refletir sobre isso e como ainda existe machismo encrostado na sociedade em uma forma mascarada (ou não).
Eu e minha filha morávamos em um apartamento sozinhas, onde eu fui obrigada a aprender um pouco de cada coisa para manter o bom funcionamento do nosso lar.
Mexi em chuveiro que não estava aquecendo, troquei lâmpada queimada, usei chave de fenda pra pequenos ajustes e a bendita chave Philips para apertar parafusos.
Sabe o isso significa? Ao contrário do que muitos podem pensar, nós mulheres podemos não sermos exímias operadoras de instrumentos de mecânica ou de marcenaria, mas a gente se vira e resolve, aliás, se tem uma coisa que a gente faz bem é se virar.
Nós Mulheres possuímos habilidades sobrenaturais de sermos malabaristas no dia a dia ser perder o rebolado.
Enquanto isso, há alguns que ainda acham que não sabemos o que é uma chave Philips e quando devemos usar e -o pior- acham que isso define ou não alguma coisa.
Já deveríamos ter passado da fase de deixar claro para a sociedade toda que podemos ser o que quisermos e estarmos onde for a nossa vontade, não são nossos genes XX que nos fazem termos necessidade de sermos conduzidas por um macho alfa.
Aliás, chave Philips pode também ser chamada de padrão estrela e aí inevitavelmente podemos afirmar que nós mulheres somos verdadeiras estrelas na arte de lidar com situações que externam os pensamentos machistas que insistem em prevalecer, quando na realidade é tão simples: todos somos iguais e sexo, ideologia, Religião, crença, nacionalidade e afins não definem capacidade!
Meu desejo é que possamos aprender a respeitar todo ser humano e enquanto não posso mudar o mundo, posso ensinar minha filha a usar a chave Philips no parafuso do brinquedo dela.
Ps: esposa do desconhecido, você é capaz de qualquer coisa, acredite!


Créditos da imagem: pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: