Verso Construtor

Por: Diogo Verri Garcia

pantheon-4771206

Verso Construtor

A vida de quem ponderou a mais,
Transforma qualquer candura e paz
em questionamento.
Deixa, passada, tanta questão imperar,
que sem permitir explicar,
Transfaz ternura em alento.

Não notou o quão gigante
O bem maior que ela, a vida, te quis,
Pois quedou-se matriz
da desconfiança que se tornou mútua.
E, de tanto assim ponderar,
Destronou a alegria, pretensiosa em ficar,
Causou a paciência enxuta.

Mas a vida, tão bela, balança,
Não cansa de transfigurar-se
A querer-te ensinar
O que me havia passado contigo.
E eu, com meus calos, me calo,
Estafado de pretender responder,
Já, inconveniente, bradar,
Na angústia de fazer-te notar,
Que ela, a vida, é bem,
O nosso tempo maior,
Que tão mais descuidado
Se faz incompreendido e perdido.

Mas passa, passa a paciência,
Passa a insistência
E vem a compreensão.
Pois nada mais
é melhor instrumento,
Quando se há de viver o seu próprio tempo
Para uma construção.

(Diogo Verri Garcia, Rio de Janeiro, 29/03/2020).


Crédito da imagem: pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: