Constância e inconstância

Por: Priscila Menino

Constância e inconstância

É que ela se sente conectada com o mar,
Sente-se conectada com a vida,
Sente-se apreciando o momento,
Sente-se respirando fundo, sentindo o ar trazendo fôlego pra viver,
Sente-se aconchegada pelo universo,
Sente-se abraçada pelas estrelas,
Sente a mudança constante dentro dela, como a velocidade de um cometa,
Mas ela também sente desânimo,
Ela também tem dias que queria estar em um casulo e se manter lá dentro, protegida no seu próprio infinito particular,
Tem dias que ela sente o silêncio externo, mas também ouve as milhões de vozes internas, as vezes todas simultaneamente desconexas,
Há dias e dias, mas que bom que é assim, afinal, ela é uma explosão de sentimentos constantes,
Ela está aprendendo todo dia a acalmar e se emocionar,
Aprendendo constantemente que a vida é constante, porém tem suas inconstâncias,
Finalmente ela percebeu a importância de apreciar o momento presente, o aqui e o agora;
Então está tudo bem, se permita sentir, se permita viver.

Por: Priscila Menino


Créditos da imagem: Unsplash

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: