Vinte e Seis

number-947645

Por: Diogo Verri Garcia.

Tem vezes que o amor arrepia
E depois que nos contagia, ele vai, e nos deixa saudade.
Tem vezes que os olhos serenos esbugalham,
Deixam de ser amenos,
Tamanha a sinceridade.
Tem vezes que a dúvida é maior que a tristeza,
Por não entender o motivo
De não haver alternativa.
Tem horas que o barulho do mar
Se cala ao contemplar no beijo a iniciativa.

Quem pensa que o sol já se pôs,
Depois que a tarde cai,
Para amanhã retornar.
Lamenta que deixa saudade
Bem saber que, na verdade, se despede a lamentar.

Diga para ela porque você foi a razão de tão feliz acaso,
Que ela diz a você, com os olhos em lágrimas,
Ao se despedir dos teus braços.
Ou nada diga e vivam pelo menos o momento em que se conheciam
Enquanto homem e mulher: perceber o que é, e o tudo o que seria…

Tenso, o tempo corrói, a tarde se esvai, a noite vem.
É hora de retornar, sair de perto do mar, esquecer o seu bem.

(Diogo Verri Garcia – Rio de Janeiro, 08/08/2018)

*poesia autoral e inédita.

Créditos da imagem: Disponível em: < https://pixabay.com >. Acesso em: 07 ago. 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: