Alerta off-line?

Por: Mona Vilardo

offline-525700

 “Depois vem chorando desculpas, assim meio pedindo, querendo ganhar um bocado de mel.

Assim nossa vida é um rio secando, as pedras cortando e eu vou perguntando: Até quando?

São tantas coisinhas miúdas! Arrasando aos poucos o nosso ideal. Num jogo de culpa que faz tanto mal.

O copo está cheio e que já não dá mais pra engolir.

Veja bem, eu busquei a palavra mais certa. Vê se entende o meu grito de alerta!

Essa vida da gente gritando que não” (Trechos da música “Grito de Alerta”, de Gonzaguinha)

Existem diversos sites e aplicativos que funcionam para avisar de passagens aéreas baratas. É bastante eficaz, eu mesma recebo algumas boas dicas de preço, promoções e destinos dos sonhos, vamos dizer assim. É um “Alerta de passagens aéreas”.

Outro dia eu li sobre o cadastro no “Alerta celular”. Você cadastra um código que tem no seu aparelho celular para, em caso de roubo ou furto, tornar mais fácil a recuperação do mesmo. Só em Pernambuco, em setembro passado, foram recuperados mais de trezentos celulares. Eficiente, não?

Um amigo me contou sobre o “Alerta: seu carro sempre em dia”. Esse, te informa sobre débitos e licenciamentos relacionados ao seu carro. O site para cadastro trava às vezes (quem nunca?), mas o alerta funciona.

A questão é: parece que os únicos alertas que não funcionam nesse país são os relacionados às tragédias naturais. Essas tragédias que rompem barreira em Brumadinho e que uma chuva aterrorizante simplesmente para o Rio de Janeiro. Cadê o alerta que tava aqui? Nem o gato comeu, ele não funciona mesmo.

Mas nada em casos como esses acima é “simplesmente”.

Na falha desse tipo de alerta, não se perde promoções de passagem, não se deixa de recuperar o celular da noite para o dia e muito menos o seu carro fica com os pagamentos no negativo.

No alerta que não toca, vidas vão embora e se tornam estatísticas. Vidas humanas não são nada simples.

Ah, o porquê da música no começo do texto? É que na verdade, peço licença para modificá-la um pouco:

“Depois vem chorando desculpas, assim meio pedindo, querendo ganhar um bocado de votos.

Assim nossa vida é um Brasil transbordando, as pedras rolando e eu vou perguntando: Até quando?

São muitas coisinhas enormes! Arrasando aos poucos o nosso ideal. Num jogo de culpa que faz tanto mal.

O povo está cheio e já não dá mais pra engolir.

Veja bem, eu busco a resposta mais certa. Vê se entende o meu grito de alerta!

É muita vida de gente gritando por atenção!


Créditos da imagem: pixabay

2 Comments on “Alerta off-line?”

Deixe uma resposta para Glória Blauth Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: