Sonho perdido

Por: Mona Vilardo

dream-catcher-902508

– Veja o sol dessa manhã tão cinza: Foi o que pensei no dia seguinte daquele dia triste.

– Então me abraça forte: Foi o que disse um pai ao abraçar outro pai, na tarde daquele dia sem respostas.

– Mas deixe as luzes acesas agora: Foi a fala da mãe que queria ver a foto do filho na estante, no anoitecer daquele mesmo dia, como se fosse uma despedida.

– Sempre em frente: Era o lema daquele jovem que acreditava num sonho, até aquele dia que onde tudo virou cinzas.

– Não temos tempo a perder: Era o que pensava aquele rapaz que tinha fome de vitória todos os dias.

– Temos nosso próprio tempo: Dizia o amigo quando consolava aquele colega que pensava em desistir dia após dia.

– Nosso suor sagrado é bem mais belo: Pensava o garoto que sentia saudade de casa diariamente.

– Selvagem: Foi a maneira que eles foram tirados dos seus sonhos, dos seus pais e do mundo. Do Ninho!

– E o que foi prometido, ninguém prometeu: É o que acontece em nosso país, estado e cidade cada dia mais.

– Somos tão jovens, tão jovens: Poderia ser o grito de guerra daqueles 26 garotos um dia antes do incêndio acontecer. Eles eram mesmo tão jovens!

Fevereiro acabou, mas para aquela legião de sonhadores do clube rubro negro, o mês mais curto do ano foi ainda menor, terminou dia 8, numa sexta de manhã;

– Nem foi tempo perdido: Foi tempo doado e sonho roubado.

Sonho perdido


Crédito da imagem: pixabay

3 Comments on “Sonho perdido”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: