Às Menores Coisas

glass-2557577

Por: Diogo Verri Garcia

Não me busque
Quando houver tristeza.
Quando eu me fizer triste
Que seja do tamanho exato do vazio
Que cabe em um verso posto em guardanapo.
Um pedaço de papel dobrado
Contendo um esforço baldio.
Que se perca, pequeno o bastante para não seguir adiante
Não permita a ela destreza; aperceba
Que somente louco torna a tristeza confiante.

Mas quando os sorrisos forem amplos
Que não haja cantos para onde os prantos se acomodem
Traga todos quantos alegres nos envolvem:
Os amigos reais, os amores carnais, os pais.
Quem nos revira no mosto que se torna vinho em seguida.
Não me busque só,
Quando houve felicidade.
Que se aperceba e que a receba com o sorriso mais alegre,
Tenha algo que lhe dê albergue e não espere
Haver momento melhor: então me busque, mas não só.

(Diogo Verri Garcia, Rio de Janeiro, 14/05/2019)


Créditos da imagem: pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: