Fusão

Por: Bianca Latini

images

Beijar na boca
É manter vivo o gosto da audácia
De penetrar o sabor alheio
É viver a adolescência, independente dos anos que se tem
É desvendar os mistérios do ritmo do outro
E impregnar a sua forma de se fazer presente, marcante, incessante
É estar atento aos movimentos

No momento do beijo
A boca é universo inteiro
Céu estrelado em dia de lua cheia
Brisa de maresia
Cadência batistaca, coração acelerado

Beijar na boca é sentir o respirar
Expansão e contração
Apreensão e relaxamento
Aperta, afrouxa
Morde, belisca
Arrisca-se a dançar a mesma dança do par
Num gosto molhado e deslizante
Toque de vinho frisante

Beijar na boca
É estado de profusão perfurante
Imersão numa bolha de absolutez
Ausência de qualquer sensatez
Onde tudo que se quer é gingar com a boca
Sentir o compasso…

Misturar-se
Fundir, mesclar, serpentear com os lábios
Beijar….


Créditos da imagem: pinterest

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: