Impaciência

Por: Bianca Latini

Impaciência

Hoje queria que todas as situações chatas, inconvenientes e que me deixam impacientes
fossem um vidro bem fininho e espelhado
para eu quebrar com um martelo bem pesado
e vê-lo estilhaçar-se e despedaçar-se em pedacinhos bem minúsculos
Impossíveis de serem colados
Iria pegar uma pá de lixo bem grande
Catar tudo, jogar no vaso sanitário e dar descarga!
Para ter certeza de que não iriam retornar
Sabendo que, naquela enxurrada, seriam levados
Queria soprar bem forte
e ver sair da minha boca um vendaval de insatisfações, inquietações e acomodações
Deixaria fazer um tornado
que se movimentasse para bem longe
lá no meio do oceano
Colidindo com a tempestade poderosa e devastadora
Não sobraria nem um lamento dentro do meu paladar
Nem um amargor nas minhas cordas vocais
Nenhum espinho nas minhas palavras cuspidas
Nenhuma irritação na minha deglutição engasgada
Faria essa catarse catastrófica e arrebatadora
Deixaria chover tempestade
E relampejar trovões
Invocaria que o céu ficasse preto e bem escuro
Para ouvir lampejo fazer barulho
E, num estrondo do tamanho do mundo,
ver minha irritação explodir
Numa fração de segundo.


Créditos da imagem: pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: