Silêncio

Por: Mauricio Luz

Silêncio

Tantos sons, tantos ruídos
Quantos padrões a serem seguidos!
Tantos barulhos, tantas ordens
Quantos conselhos, quantos pedidos!

Silêncio, Silêncio
Quero encontrar-te
E imerso em tua quietude,
Ouvir minha própria voz

Pois hoje pertenço
A tudo que tenho
Lembranças das vozes
Que ecoam em mim
Vozes que me disseram
O que é ser feliz

Silêncio, Silêncio
Quero abraçar-te,
Sentir meu respiro,
A batida do coração.
Que laços devo cortar,
Que pontes devo partir,
Para alcançar o vazio
Que a tudo preenche?

Por: Mauricio Luz


Créditos da imagem: Pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: