Rasgando-me em verdades

Por: Bianca Latini

Rasgando-me em verdades

Sei que posso ir mais fundo
Bem mais imersa que o raso
Bem mais comprometida que o acaso
Bem mais latente
Menos adjacente
Não encaixar-me em sobressalente
Fincada com dois pés, duas mãos e o corpo inteiro
De alma flamejante
De peito escancarado
Talentos expostos, desafiantes, sem medo de serem julgados
Sem pudor de os verem sobrepujados
Métricas, esmeros….que se danem!
Eu quero ser feliz, livre, alada, enlouquecida, enluarada
Tarada pela vida e por ser eu mesma
Sem eira, nem beira
Perdendo todas as estribeiras
Perdendo o juízo, o senso, soltando o freio
Sendo ridícula à vontade
E dê-me licença para ser o que me der na telha, ok?!
Eu vou é matar a saudade de vestir a pele da autenticidade.

Por Bianca Latini
Em 31/12/2020


Créditos da imagem: Google Imagens – Inside São Paulo – Escultura de Ivaldi Granato)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: