É das fendas que se abrem caminhos

Por: Bianca Latini

É das fendas que se abrem caminhos

Onde está você agora?
Com tantos sonhos, planos, construções?
Em que momento desistiu de levar a cabo as realizações?
A seta quebrou?
A alegria escorregou?
A bússola se jogou da sua mão?
Oh não! Você desistiu de tudo?
Achou que era grande demais para alguém tão pequenina, tão diminuta?
O jardim em ti precisa ser regado
Põe adubo a cada dia
Aguarda, que tem muita semente já plantada
Carecem apenas de um pouquinho de água, cuidado e Amor
Sem dor!
Aguarda seu tempo
É primavera
Momento propício para brotagens, passagens, cursos, dutos, viagens
Desfaz-se das miragens
Arreda pé
Planta
Canta
Ri
Esteja sempre aqui
Exatamente onde está
Não com a cabeça em outro lugar
Faz este momento agora
Amanhã pode nem chegar
Como se vive o hoje?
Me diz?
Preciso de um bocado de ajuda!
Pra não correr sempre atrás do rabo
Pra não correr, tentando agarrar com as mãos os pássaros que voam, que nem criança pequena
Algo inalcançável
A perfeição, o inabalável
A vida é feita de estrondos, ruidos, rachaduras
E é das fendas que se abrem caminhos…

Por Bianca Latini


Créditos da imagem: Pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: