Por: Mauricio Luz

Por que me nomeias?
Por que me classificas?
Qual o motivo de quereres
Limitar-me por substantivos
Que não mostram minha substância?
Por que me rotulas?
Por que me analisas?
Qual o motivo do anseio
Em diminuir a grandeza incalculável do ser
Ao tamanho de tua própria prisão?
Por acaso queres que me reduza
A uma identidade que me foi imposta
Por impostores que não identificam a si mesmos?
Por aqueles que transformam em bengalas
O que seriam degraus de uma escada?
Lagartas, que por medo de voar,
Jamais ousam abandonar o casulo!

Mauricio Luz


Créditos da imagem: Pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: