Encontre Deus na imagem

Por: Mona Vilardo

4f6517d2-f2c9-48fa-b22c-927da09f383e

Em maio, completei 30 anos como cantora. Comecei a cantar profissionalmente aos 8 anos e fui descoberta pela freira da escola onde eu estudava. Minha vida escolar foi em colégios religiosos, o que justifica eu ter passado por todos, digamos, protocolos católicos romanos…. Batizado, primeira comunhão, crisma, grupo jovem, missa todos os domingos e por aí vai. Na minha cabeça de criança, Deus era um senhor de barba branca muito comprida, sentado numa nuvem, segurando um cajado/tridente e olhando todos nós de “lá de cima”, que no caso era o céu… Lugar que todos nós iríamos um dia se fôssemos legais uns com os outros…

Sei que no momento em que coloco um cara de barba branca sentado numa nuvem e segurando um cajado/tridente, pareço confundir o tal Deus da minha infância com vários outros “personagens” que conhecemos: São Pedro, Poseidon e até mesmo Papai Noel. Mas por que não?

Hoje eu já não tenho mais aquela imagem de Deus na minha cabeça, posso até afirmar que não sei se acredito em Deus (mas eu sou legal, gente, acreditem). Independente de acreditar ou não, tenho a noção e o respeito que o Todo-Poderoso do meu porteiro, da minha vizinha e do cara que vende água de coco na minha esquina são completamente diferentes entre si, em suas criações imaginárias da figura representativa de um Deus. Resumindo: cada um tem o Deus que acredita e lhe convém.

Muito bem, onde eu quero chegar com isso? Com certeza não é fazer ninguém desacreditar do seu Deus e muito menos fazer alguém acreditar na imagem que eu criei quando era criança, uma mistura de Pedro, Poseidon e Papai Noel.

Essa semana fui ‘perseguida’ por uma pessoa que contatei para fazer um serviço, com mensagens religiosas pelo WhatsApp, e a primeira delas era uma canção religiosa (muito bonita por sinal) onde um pavão branco ia abrindo suas penas conforme os acordes da música iam ficando mais fortes e intensos e, fechando suas penas, nas partes mais ‘melancólicas” da música….praticamente uma orquestração “pavônica” religiosa, sei lá!

Não respondi a mensagem e fiquei tentando entender onde Deus estava representado ali naquele animal. Ok, eu conheço uma galera que posta foto de montanha, de pôr do sol no Arpoador com a hastag#presençadedeus. Eu também acho isso estranho, além de mega cafona…mas posso até fazer um esforço para aceitar que belas montanhas ou um pôr do sol possam significar para alguns (não para mim) a presença do cara lá de cima. Cada um no seu quadrado.

Mas um pavão? Enviado às 22h por uma pessoa que eu mal conheço? E pior, o pavão acompanha os acordes da música num misto de androgenia com uma montagem barata de uma filmagem.

Que Deus é esse que nem pede licença pra entrar no meu zap?

Pois é, na minha humilde opinião, pessoas assim (juntamente com aquelas que enviam correntes dizendo que se você não passar, Deus vai te castigar, ou você vai ter uma notícia terrível em 24 horas) são as mais afastadas de Deus – mesmo achando que são unha e carne com Ele. Tolinhos…

Sou muito mais da opinião de que, se eu quiser falar com Deus, “tenho que ficar a sós, que apagar a luz e calar a voz” como lindamente interpreta Gilberto Gil.

Mas em tempos de laços tecnológicos eu diria mais: se eu quiser falar com Deus, não é legal mandar mensagem para quem eu nem sei a religião, para quem eu não tenho a mínima intimidade, e muito menos mostrando um pavão se contorcendo.

Tem gente que diz: Deus está nas pequenas coisas. Verdade, mas principalmente Deus está em pessoas que não são pequenas e nem aborrecem desconhecidos às 22h.

E fiquem com Deus (o Deus que cada um escolhe para si, mas respeitando o próximo)!

PS: Acabou que não fechei negócio com a moça que me enviou o Deus dela.

Putz, ás vezes Deus atrapalha um pouco o fechamento de negócios, em alguns casos a primeira impressão é a que fica.


Crédito da imagem: acervo pessoal

2 comentários em “Encontre Deus na imagem

  1. Muito bem colocado as inconveniências de pessoas que querem embutir sua fé nos outros… Cada um acredita no que quer, o importante é respeitar a opinião e a fé dos outros!

    Curtir

  2. Sim, essa crônica é perfeita para mostrar o quanto devemos ser cuidadosos quando o tema é Deus ou religião! Parabéns, adorei!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: