Leitor Também Escreve: Marcielio Nascimento

Chama Viva

Manter a chama
Me chama no choro
Me chama no riso
Somos feitos de improviso

Engatamos no enguiço
Somos mestiços
Místicos e misturados
Seres adaptados

Com chegadas e partidas
Somos partido Alto
Nem direita, nem esquerda
Somos do centro do coração

Atemporais, dos mundos
Fundos de quintais
Das ruas, nuas
Despidas de preconceitos

As vezes lentos ou ligeiros
Somos do aqui
Somos agora
Não ligamos pro tempo ruim

Espíritos eternos
No corpo que finda
No relógio, na inércia, ócio
Ainda assim seguimos

Na odisseia da vida
Sendo atores, cantores
Tenores ou jogadores
Atletas da sobrevivência

Respiramos, Aspiramos
Reclamando ou Gratos
Vamos rodopiando
Na aspiral do tempo eterno

Que sejamos sonhos
Desejos, alegrias, ventos
Leves, elevados, superados
Sigamos nossa viagem

Com raça, saúde
Esperança e talento
Se precisar, me chama
A chama não pode apagar…

Marcielio Nascimento


Créditos da imagem: Unsplash

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: