Nebulosa incessante

Por: Bia Latini

Nebulosa incessante

Eu tô caindo sim
Mas não quero me escorar
Eu tô caindo
Deixa eu despencar
Eu tô chorando
Deixa eu me debulhar
Quero cair gritando, grunhindo, expurgando, ruindo
Eu quero esfacelar
Deixa eu entender cada grãozinho
Cada movimento e ausência de ação
Quero construir o meu perdão
Meu auto perdão
Não quero corda, linha, nem varinha de condão
Deixa eu saber voltar da contramão
Larga minha mão agora
Eu sempre busquei todas as mãos possíveis e até as inviáveis
Agora, tudo o que preciso é me permitir ao abismo
Sem exatidão, sem proteção
Deixa eu cair sem saber cair
Eu tenho que me autorizar ao processo
Sempre quis alcançar a linha de chegada
Sem percorrer minhas maratonas
Eu olhei pro céu e mirei as estrelas mais brilhantes
Neste exato momento, preciso apenas viajar nessa nebulosa incessante.

Por Bia Latini


Créditos da imagem: Pixabay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: