water-815271

Por: Alvaro Assis

Chove uma chuva clara
Uma chuva de olhos abertos
E molha meu corpo, que se abre
Pra deixá-la ensopar minh’alma
Chove pela têmpora o temporal
O tempo fatiado em gotas, com calma
Faz corredeiras pela coluna vertebral
Chove, não uma chuva impaciente
Não uma que pareça com a gente
Pois sabe lavar-se depois da queda
Com a história que vai se apagando na mente
Pra deixar fluir o outro lado da moeda.

(Alvaro Assis)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: