Categoria Tadany Cargnin dos Santos

A Menina de Tranças

Por: Tadany Cargnin dos Santos   Bom dia Menina, da garbosa trança Hoje, rodopie elegantemente pelo cosmos Libere tua majestosa dança Coreografados passos ao centro de teu universo Reencontre-se com tua intrínseca herança Nela verás harmônicas estrelas cintilando E notarás na harmonia, uma formidável semelhança No baile desta exuberante manifestação Encontrarás melífluas notas de bonança […]

Ler mais

Quem fará meu trabalho na alcova da tua saia

Por: Tadany Cargnin dos Santos Quem fará meu trabalho na alcova da tua saia Foi minha primeira preocupação Quando tive que partir, com a oportunidade de ocasião Não sou pretensioso ao ponto de pensar-me insubstituível O pensei apenas porque era tão diligente no sul do teu equador Naquele terno, cálido e úmido recanto onde, muitas […]

Ler mais

Quando encontro uma criança

Por: Tadany Cargnin dos Santos   Quando encontro uma criança, me encontro Quando para ela canto, me encanto Quando com ela brinco, me divirto Quando a vejo, minha alma se alegra Quando ela se cala, meu coração a escuta Quando ela dança, minha essência baila Quando encontro uma criança, o eu criança, agradece. PS: Para […]

Ler mais

Direitos humanos

Por: Tadany Cargnin dos Santos   Direitos, nem sempre humanos Violados por seres, inumanos Superficiais prerrogativas, ledos enganos Realidade obnóxia, existencial subumano Favelas econômicas, sincretismos profanos Imposições escravagistas, anelo mundano Atrozes deveres, ausentes direitos, mundo tirano Sistemas primatas, abusos quotidianos Especulações inconsequentes, lucros soberanos Segregações nefastas, mandamentos insanos Mazelas impostas, inferno diáfano Sobrevivência raquítica e […]

Ler mais

Batalhas humanas

Por: Tadany Cargnin dos Santos Arrogância. Vigilância. Discrepância. Ânsia. Batalhas humanas, em vitais formas e substâncias Disparatados sentimentos, incontroláveis em abundância Até que o conhecimento se revele, naturalmente desejada relevância A esperada hora da concordância Desveladora que entre o ser e sua aparente vida, não existe distância Onde o amargo ácido acético da ignorância Não […]

Ler mais

Esta tristeza transitiva e indefinida

Por: Tadany Cargnin dos Santos Esta tristeza transitiva e indefinida Carente de um esclarecedor complemento ou uma definição Preenche o dia com uma melancolia doida e desinibida Que avassala a alma, deixando-a torpe, numa profunda inanição E, no seu rastro, a angústia surge cegamente Sem saber o porquê, nem quem é, tampouco de onde vem […]

Ler mais

Escutei Deus sussurrando

Por: Tadany Cargnin dos Santos Ontem, em sonho, escutei Deus sussurrando Segredava sobre a solidão enfadonha do firmamento Queria ser humano, para andar assobiando, compartilhando e amando Mas, tristonho, lamentava que estava eternamente condenado ao isolamento Que o céu era tão pomposo e que as pessoas só ficavam lhe observando A convidar-lhe para uma festa […]

Ler mais

Necessito partir

Por: Tadany Cargnin dos Santos Necessito partir Chegar até a estação Adentrar outro veículo Ter outras sensações na essência Ouvir outros sons, sentir outros sabores Escrever outras histórias, viver outros amores Cair em outros buracos, sentir outras dores Ver outras paisagens, cheirar outras flores Esta cadeia existencial me atormenta Por sua indecente imensidão Enclausurado neste […]

Ler mais

Viagem ao mundo dela

Por: Tadany Cargnin dos Santos Ela me convidou para viajar Uma viagem ao desconhecido Ao forâneo mundo de sua essência Convite especial, preencheu minhas carências Ela queria aventuras, revelar-se paulatinamente Talvez encontrar-se, sem saber quem era Aceitei afoito, excitação resplandecente E a viagem iniciou, vindoura quimera Nas montanhas de tua desesperança Encontrei feridas que não […]

Ler mais

Diva – n° 40

Por: Tadany Cargnin dos Santos   Nas curvas do teu corpo, me perdi e me encontrei Da fonte de teus cabelos, jorraram delicadas carícias Do vento de teus suspiros, ouvi melifluentes canções Do suco de teus beijos, recebi doses ferventes de amor No sul do teu equador, naveguei por cálidos e fluídos rios De tua […]

Ler mais