Quem fará meu trabalho na alcova da tua saia

Por: Tadany Cargnin dos Santos

Quem fará meu trabalho na alcova da tua saia

Foi minha primeira preocupação

Quando tive que partir, com a oportunidade de ocasião

Não sou pretensioso ao ponto de pensar-me insubstituível

O pensei apenas porque era tão diligente no sul do teu equador

Naquele terno, cálido e úmido recanto onde, muitas vezes, deixei meu físico amor

E agora que parto, deixando-te metade incompleta

Tuas noites desacompanhadas, gemidos isolados, suores de solidão

Quem aquecerá tua alma e fará jorrar as inebriantes lavas do teu vulcão?.

PS: Para citar este texto:

Cargnin dos Santos, Tadany.Quem fará meu trabalho na alcova da tua saia. www.tadany.org®

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: