Diva – n° 42

Por: Tadany Cargnin dos Santos

No vale de tua beleza infinita

E nas carícias de teus beijos

Perder-me na tua boca tão bonita

E adentrar o meridiano de outros desejos

 

Sonhos de noites iluminadas, estrelas ao léu

Memórias intensas que não consigo descrever

Viagens cósmicas, teu coração, meu céu

Sussurros de amor que não posso esquecer

 

Carinho é bom, aprendi com o teu olhar

Poesias de corpos em versos docemente ritmados

Ondas de prazer que invadem nossa praia, formoso mar

É de manhã, sinto os raios do teu sol, encantado

 

Me debruço sobre tua apaixonante essência

Arrastando-me pela geografia de tua fogosa alma

Teus odores desnudam-me, natural transparência

Fantasias revelando-se, tua doçura, tua calma

 

Queria apenas ser feliz, e assim fui

Encontrando-me no caminho de teu coração

Exuberâncias de uma vertente que sempre flui

Enfeitiçado por tua liberdade, tua magia, tua paixão.

Para citar este Poema:

Cargnin dos Santos, Tadany. Diva – n° 42.www.tadany.org®

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: