Tua Geografia

Por: Tadany Cargnin dos Santos

No céu de tua boca

Encontrei noites de luzes

Na caverna de teu hemisfério

Plantei minhas prazerosas cruzes

 

Nas curvas de teus quadris

Deslizei o gozo da paixão

Na doçura dos teus lábios

Comprendi o sabor da imensidão

Na pradaria de tuas costas

Senti o aroma cálido do desconhecido

No suave dançar de teus pés

Entendi o gozo de ser abduzido

Na geografia de tua estrutura

Fui aluno aplicado, alegre e diligente

Na matemática de nossa travessura

Um mais um não eram dois, éramos equivalente.

PS: Para citar este Poema:

Cargnin dos Santos, Tadany.Tua geografia.www.tadany.org®

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: