Categoria Poesia

A luz da lua ​

Por Thiago Amério Quando a lua brilha A noite acende   Quando a cidade dorme A noite sente   Sente-se iluminada Por essa esfera amiga Que mesmo sem o sol Convive com as estrelas

Ler mais

Playas del Sol

Por: Diogo Verri Garcia PLAYAS DEL SOL Águas sem fim, Sotaques ouvidos, Primavera que poderia ser quente. Se, em outrora, fostes menos aguerrido, Este solo, serias parte de imenso Brasil. Nesta terra bela, de vento rastejante e exibido, As leves tardes, em esquinas de quatro mares, aqui, são diferentes. Taças constantes sendo postas à mesa, […]

Ler mais

Batalhas humanas

Por: Tadany Cargnin dos Santos Arrogância. Vigilância. Discrepância. Ânsia. Batalhas humanas, em vitais formas e substâncias Disparatados sentimentos, incontroláveis em abundância Até que o conhecimento se revele, naturalmente desejada relevância A esperada hora da concordância Desveladora que entre o ser e sua aparente vida, não existe distância Onde o amargo ácido acético da ignorância Não […]

Ler mais

Igual-mente

Por Thiago Amério Tem gente que quer ser igual Tem gente que quer ser diferente Tem gente que não quer nada Tem gente que mente Tem gente que sente Tem gente que só quer ser gente Tem gente que só vê no outro (Do que é feito a mesma gente) Tem gente que só enxerga […]

Ler mais

Setembro

Por: Diogo Verri Garcia Setembro bom, que de vez o inverno espanta. Já torna longas as tardes, encanta Todo aquele que observa um jardim de setembro. É tempo Do arvoredo quedar-se exulto, Envolto em flores, em chão de colorido tumulto, Que dura até meados de novembro. Setembro, o vento frio cá já não sopra mais […]

Ler mais

Esta tristeza transitiva e indefinida

Por: Tadany Cargnin dos Santos Esta tristeza transitiva e indefinida Carente de um esclarecedor complemento ou uma definição Preenche o dia com uma melancolia doida e desinibida Que avassala a alma, deixando-a torpe, numa profunda inanição E, no seu rastro, a angústia surge cegamente Sem saber o porquê, nem quem é, tampouco de onde vem […]

Ler mais

Amizade virtual ou mito federal?

Por Thiago Amério Eis a questão. Como compatibilizar?   Ser amigo na rede E defender inimigo da vida?   Embora o ser humano Em algum período da história Sempre clame por um herói   Platão já demonstrou No mito da caverna Que a ignorância só permite ver a sombra Até que os escravos sejam obrigados […]

Ler mais

Sonoro Calado

Por: Diogo Verri Garcia. Vejo quatro cordas, Quase mortas, Que não tocam, Que não falam Quase nada. Nem um som, nem uma nota solta, Ou um semitom. Tem traços de ferrugem, Marcas de dedos pelos braços, Uma boca que não tem lábios, Um corpo que não dá abraços. A mão fria, sem calos. Mas que […]

Ler mais

Escutei Deus sussurrando

Por: Tadany Cargnin dos Santos Ontem, em sonho, escutei Deus sussurrando Segredava sobre a solidão enfadonha do firmamento Queria ser humano, para andar assobiando, compartilhando e amando Mas, tristonho, lamentava que estava eternamente condenado ao isolamento Que o céu era tão pomposo e que as pessoas só ficavam lhe observando A convidar-lhe para uma festa […]

Ler mais

Tributo à Legítima Defesa da Classe Média Sonegadora

Por: Thiago Amério Dizem que o tributo não é castigo, multa ou sanção. Mentira, tributação é pena de prisão eterna. Do parto ao enterro, tudo é “fato gerador” o Estado quer almoçar, quem come é governador, o prato é o suor dos outros, o tempero é o seu labor. União, Estado, DF, e Município, cada […]

Ler mais